sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Simbólico








Bem simbólico o teu ato,
De escolher o mais barato.

Mas aquilo que é de graça,
Só refastela as traças.

Jamais chega ao coração
Algo morto e ressecado,
Mesmo com boa intenção

E delas, são cheia as distâncias.





Dança Comigo?...







...E se por acaso a nossa música tocar,
Eu te chamarei para dançar.

Assim, nós giraremos pelo salão do tempo,
Pó de estrelas e memórias
Caindo sobre nossos cabelos,
Enquanto abraçados,
Reviveremos a nossa história.

São tantas coisas, tantas, que vivemos!...
E o que foi bom, ressurgirá
Ao rítimo da dança,
Enquanto as dores, como longas tranças,
Prenderão os nossos passos...

Mas mesmo assim, eu te convido: dança comigo,
E olha de novo, dentro dos meus olhos:
Enxerga neles a mulher que tanto amas,
Cujos segredos desvendaste, um a um...

Ah, se a nossa música tocar,
Haverá luas e estrelas, que juntos contemplamos,
Mais uma vez, no nosso céu a brilhar!
Pois temos tanto a lembrar, tanto a viver,

Tanto a calar...




VINÍCIUS DE MORAIS




Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado 
Tantas retaliações, tanto perigo 
Eis que ressurge noutro o velho amigo 
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado 
Com olhos que contêm o olhar antigo 
Sempre comigo um pouco atribulado 
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano 
Sabendo se mover e comover 
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...






Poética

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.




O VELHO E A FLOR

Por céus e mares eu andei,
Vi um poeta e vi um rei
Na esperança de saber
O que é o amor.

Ninguém sabia me dizer,
Eu já queria até morrer
Quando um velhinho
Com uma flor assim falou:

O amor é o carinho,
É o espinho que não se vê em cada flor.
É a vida quando
Chega sangrando aberta 
em pétalas de amor.




POEMA DOS OLHOS DA AMADA

Ó minha amada
Que olhos os teus
São cais noturnos
Cheios de adeus
São docas mansas
Trilhando luzes
Que brilham longe
Longe dos breus...

Ó minha amada
Que olhos os teus
Quanto mistério
Nos olhos teus
Quantos saveiros
Quantos navios
Quantos naufrágios
Nos olhos teus...

Ó minha amada
Que olhos os teus
Se Deus houvera
Fizera-os Deus
Pois não os fizera
Quem não soubera
Que há muitas era
Nos olhos teus.

Ah, minha amada
De olhos ateus
Cria a esperança
Nos olhos meus
De verem um dia
O olhar mendigo
Da poesia
Nos olhos teus.





SAUDADES DO ALEPH























Bichos em Casa



Às vezes eu digo ao meu marido: "Quando nossa Latifa se for, eu não quero mais bichos." Adoro animais, mas é bem verdade que eles nos prendem bastante, pois sou do tipo de pessoa que não viaja para longe por dias e dias e deixa latinhas de comida e água espalhadas pela casa. Não teria coragem para tal. Também já visitei alguns hotéis para cães por aqui, e não gostei de nenhum.  Meus sobrinhos, que olhavam meus cães quando eu viajava, cresceram, arranjaram empregos e namoradas, e por isso, não tem mais tempo de olhar a Latifa. Ela fica triste se eu sair para uma caminhada; chego em casa e a encontro chorando.

Se me afasto dela e fecho a porta da casa quando estou limpando tudo, ela fica o mais próximo de mim que puder, por exemplo, escolhe no quintal o local onde fica a janela  do cômodo onde estou (mesmo que esteja sol quente ou chovendo) e fica lá, deitada esperando. Nos finais de semana, saio para passear com o coração pesado e um imenso sentimento de culpa - mesmo deixando a Latifa solta dentro de casa, com ventilador, água, comida e a porta dos fundos aberta para ela sair e entrar. Bem, quanto a segurança da casa, confio nela! Acho mais fácil para alguém mal-intencionado arrombar uma porta do que passar por um Rottweiler. 

Há anos, desde que nosso cão Aleph morreu, eu e meu marido não fazemos uma viagem mais longa. Não queremos deixar a Latifa sozinha.

Bichos em casa dão trabalho; é preciso estar disposto a varrer e aspirar pelos do tapete todos os dias; é preciso estar em dia com vacinas e veterinário. É preciso gastar com uma boa ração, remédios quando necessário, dar banhos, escovar o pelo. É preciso ter um coração receptivo e sensível para compreender as necessidades emocionais do cão de ter a gente por perto. Eu não teria coragem de isolá-la em algum canto afastado do jardim.

Mas apesar de todo esse trabalho, ah, como vale a pena! Acordar de manhã e deparar com uma cara animada e sorridente, cheia de desejos de "Bom dia." 

Animais conversam com a gente; não da nossa forma, é claro, mas quem tem um cão, gato ou outro animal de estimação há algum tempo e presta atenção a ele, logo compreenderá que ele tem uma forma toda especial de se expressar. Saberá distinguir seus olhares e resmungos de fome, tédio, medo, tristeza, "Hey, me leva para dar uma volta", "Me dá um pedaço disso aí que você está comendo..." Animais são tudo de bom. E mesmo a dor que sentimos quando chega a hora de nos separarmos dele, terá valido a pena. 

Mas mesmo assim, acredito que Latifa será nosso último cão. Já estamos chegando aos cinquenta, e há muitas coisas que queremos ver e sentir por aí.



quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

CAI






Cai a estrela
Roubada do céu.

Desce num raio
De cores e luzes,
Tão rapidamente...

Deixa no espaço
Um rastro comprido
Que é logo apagado
 Assim que surgido.

E dela, o que fica?
Relâmpago visto,
Relance de encanto,
Mas nem mesmo um pranto
Do rosto da vida...

Amargo destino
De estrela caída!...




terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Sinto Muito...




Tenho tentado acessar alguns blogs, mas a mensagem "oops" do Google quase sempre aparece. Achava que era por causa de minha conexão de internet, mas já mandei olhar tudo, troquei as senhas e o problema continua. Tentei reclamar - algumas reclamações consegui reportar, e outras, não; mas de qualquer forma, até agora não recebi qualquer assistência do Google.

Até os meus próprios blogs estão uma dificuldade só... saem do ar enquanto estou tentando postar, ou não consigo salvar... às vezes eu salvo, e quando vou ver, aparecem mais de vinte cópias do mesmo texto nos rascunhos. Enfim: quase impossível ficar por aqui. Na minha lista de leitura, não recebo postagens de todos os blogs que sigo - só de alguns poucos.

 Também não consigo acessar minhas fotos, algumas vezes. Não sei como resolver estes problemas, e vou esperar para ver se melhoram sozinhos Enquanto isso, é isso mesmo...

Abraços a todos, e quando der, eu vou aí.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Quando





QUANDO

...E quando se cansa, 
Sonha com a noite,
Mergulha as cores em crepúsculos
Debruados de negro,
Dedilha as cordas das estrelas,
Toca uma sinfonia noturna 
De olhos fechados.

Quando tudo brilha muito,
Luz forte e cegante,
Sonha com lugares obscuros
Sombrios e silenciosos
Que só existem nos pesadelos.

Tateia no escuro
Pelas beiradas dos muros,
Sentindo nas palmas as asperezas
Do cimento dos rostos.

Quando tudo torna-se muito,
Demasiadamente soturno,
Só resta o velho mergulho
No escuro,
Lá, onde ninguém verá
Seus olhos inexpressivos
Vazios
De tanto e tanto chorar.

VIOLETAS



































Sobre a traição - Pensamentos






Alguns pensamentos sobre a traição - do site "O Pensador"




"Nenhum homem merece uma confiança ilimitada - na melhor das hipóteses, a sua traição espera uma tentação suficiente."
Henry Mencken





"No adultério há pelo menos três pessoas que se enganam."
Carlos Drummond de Andrade




"Só o inimigo não trai nunca."
Nelson Rodrigues



"O amor nasce de um olhar, surge como uma ilusão, se mantem com ciumes e morre pela traição."
Paulo Ioba



"Todo aquele que derruba com desonestidade e trai a confiança de um homem de bem, será derrubado, pois o próprio se amaldiçoa com seu veneno, remorso e arrependimento. Tudo há de retornar para ele."
Claudimar Maia





"Se alguém trai você uma vez, a culpa é dele. Se trai duas vezes, a culpa é sua."
Eleanor Roosevelt





"Ainda que a traição agrade, o traidor é sempre odiado."
Miguel de Cervantes




"A maneira como as pessoas lidam com a traição põe em risco tudo aquilo que nos foi dito quando crianças. A traição é sim uma tragédia."
João Vitor Rocha


"Não dá mais, quando minha esperança nos humanos começa a crescer, mais me decepciono, com falsidade, mentira e traição que há em todos."
Richard Giovanni



"Traiçoeiro é o amor que nasce da carência."
Sérgio Moreal


"Bem mais difícil que perdoar é esquecer. Você pode perdoar uma traição contra você uma amargura e até um assassinato, mas é impossível que consiga extirpar o fato de sua lembrança."
Antônio Augusto João


"Feliz do homem que tem como amigo um cão: nunca será traído"
Luiza Gosuen






Exageros

    Assisti a um vídeo na internet no qual uma drag queen montada dava palestras em uma escola para crianças que, aparentemente, t...