segunda-feira, 29 de junho de 2015

LIBERDADE






Todas as borboletas têm o direito de serem como são.

-Eu digo todas, sem nenhuma exceção.

Algumas voarão mais alto,
Outras, mais perto do chão.

Mas todas as borboletas têm o direito de serem como são.

E mesmo que alguém considere seu voo 
Viagem limitada, sem reais motivos
E sem nenhuma razão,
Voo descabido, fraudulento, ignorante,
E sem expressão,

Todas as borboletas têm o direito de serem como são.

Porque existem várias formas de exercer a censura,
Existem várias formas de ferir, de cortar asas:
E elas  são: veladamente limitar, tolher, intimidar,
E tentar fazer com que todos os voos sejam apenas
Cópias, sempre à mesma altura,
Repetições eruditas de eternas e ultrapassadas cenas,
Sem re-invenções,
Sem quaisquer tentativas
De desenvoltura.


E a mais forte forma de censura,
É a intimidação,
É tentar fazer o outro crer
Na pior forma de loucura:
A velada ditadura
Do "Seja como eu, ou não vale a pena ser..."

Então:
Todas as borboleta têm o direito de serem como são!



quinta-feira, 25 de junho de 2015

ANDAR







Solto os passos no caminho,
E deixo que ele me guie
Até meu oculto destino.

O meu caminho é menino,
Longo, voluntarioso,
Feito de flores e espinhos.

E se passo displicente
Aceitando ser guiada
Pelo vento, ser levada, 

É que eu sei que eu sou folha,
Que um dia , estará seca
Caída na beira da estrada.



QUEM SE LEMBRA DE NEIMAR DE BARROS?







Você se lembra de Neimar de Barros, autor do livro Deus Negro, famoso nos anos 70 e início dos anos 80? Escolhi alguns de seus pensamentos, e um poema:


"Quem não aceita os velhos de hoje, corre o risco de não se aceitar amanhã. A opinião pode permanecer, mas a juventude não."





"Para aqueles que não entendem de amor, a Terra não é redonda nem quadrada; é chata."




Renúncia 

Eu queria uma vida assim com você, 
Assim sem relógio e sem dedo em riste, 
Sem lei e sem sociedade, 
Sem satisfação e sem chau! 

Eu queria uma vida assim com você, 
Mas, felizmente, meu querer não é tudo 
E meu poder é limitado. 
Felizmente, minha palavra se esvai 
E este papel se amarela. 
Felizmente porque o bom é a espera. 
A incerteza e o talvez são molas propulsoras; 
Porque senão a alegria não teria razão 
E o chegar não teria partida. 

Eu queria uma vida assim com você, 
Sem lenço e sem documento, 
Mas, o bacana é o adeus, é a volta, 
É o riso depois do choro, 
É o hoje sofrido e o amanhã exultante. 
O bacana é o crescente, a renúncia, 
A noite mal dormida, a consciência, 
O bacana é a luta, 
É saber que existe o perdão. 
É a dúvida do "não quero", mas quero! 

Eu queria uma vida assim com você, 
Mas dou graças por não ter, 
Porque só assim eu posso escrever tudo isto, 
Só assim eu posso medir-me, 
Posso certificar a limitação humana. 
Só assim eu sei que nada sou, 
Que vivo capengando, 
Carregando o que dá 
E caindo com o que não dá. 
Só assim eu sei o quanto lhe quero, 
quanto posso, mas o quanto não devo!


Quando dois corpos se encontram com amor, os anjos cantam. Quando dois corpos se encontram por interesse, os demônios sorriem!





Neimar de Barros Nasceu em Corumbá -MS e foi muito conhecido como produtor de televisão da equipe de Silvio Santos . Até o início da década de 1970, criou e produziu vários programas de grande audiência, como Cidade contra Cidade, Boa Noite Cinderela, entre outros. Em 1971 foi convidado a participar de um encontro dentro da Igreja Católica, na época chamado de cursílio. Como ateu, ele aceitou desafiar o convite dizendo que só acreditava no que podia ver. No terceiro e último dia, depois de ter incomodado o encontro, foi desafiado a ir pra capela e algo o fez ajoelhar-se, uma grande emoção o tomou e ali naquela hora aconteceu o início de sua conversão.

Quando voltou ao seu trabalho na TV, sentiu que como cristão não podia aceitar muitas coisas que aconteciam. Entrou em conflito com Silvio Santos e acabou se desligando do grupo. Foi quando se tornou famoso também como escritor de livros religiosos, onde podemos citar o best-seller Deus Negro, que vendeu mais de 4 milhões de exemplares. Em 1975 contraiu uma tuberculose e foi aconselhado a se tratar em Campos do Jordão, onde posteriormente resolveu residir por 11 anos. Lá fundou o Instituto M.E.A.C., missionários para evangelização e animação de comunidades, sendo o principal pregador, e durante 14 anos desenvolveu um trabalho missionário dando cursos e palestras em mais de 4 mil cidades. Suas palestras lotavam ginásios de esportes, auditórios, igrejas e teatros. Seu trabalho teve tanto destaque que esteve na capa da Revista Família Cristã, a maior publicação católica do Brasil, editada pela Editora Paulinas. Visitou o Vaticano, publicou mais de 10 livros, sendo vários em espanhol. Como leigo conseguiu quebrar vários paradigmas, sendo uma forte referência dentro da Igreja Católica. Depois disso, chegou uma fase ruim em sua vida, e como um ser humano normal teve várias desilusões, sendo muitas dentro da própria Igreja Católica, indo contra os seus dogmas, muitos que ele não aceitava e gostaria de mudar. Contudo, trabalhava e viajava muito e uma profunda crise entrou em sua vida, associando ao estresse do trabalho e sua separação no casamento, o que potencializou ainda mais o seu estado emocional e o despertar de uma doença neurológica descoberta 18 anos mais tarde, o Mal de Alzheimer.

Em 1986, entretanto, Neimar concedeu uma entrevista bombástica à revista Veja, revelando que sua conversão teria sido uma farsa. Ele contou ter sido contratado por uma loja maçônica internacional, para se infiltrar na Igreja Católica e repassar informações sobre a conduta de religiosos. Entretanto, afirmou que, depois, teve sua verdadeira conversão, mas teve de manter o compromisso com a loja maçônica por medo de represálias. A maioria de seus admiradores não acreditou nessa história, e sabemos que a Revista Veja teve recordes de venda naquela semana, ultrapassando 900 mil exemplares. Depois disso, Neimar escreveu dois livros contando sua história, mas sem muita repercussão, o que pode explicar seus excessos e devaneios por causa do Mal de Alzheimer. Passou a frequentar uma igreja evangélica.

Oculto por alguns anos ele depois reapareceu na equipe de Silvio Santos, trabalhando novamente como produtor. Neimar faleceu no dia 06/05/2012.






O Fogo da Lareira





Eu sempre sonhei em ter uma lareira. Acho que elas são românticas, bonitas, decorativas e úteis. Quando começamos a reformar a casa onde moramos, há doze anos, a lareira e a banheira foram as únicas coisas das quais eu não quis abrir mão; fui categórica: "Pode cortar todas as despesas necessárias, mas eu não abro mão da banheira e da lareira.

Infelizmente, alguns anos depois, o aquecedor da banheira quebrou. Consertamos o antigo, e  depois o trocamos por um novo... que voltou a quebrar e ainda está quebrado. E com a escassez de água, nem nos incomodamos em mandar consertar de novo, e deixei de usar a banheira... 

Quando a casa estava quase pronta, e a lareira, instalada, lembro-me da noite fria de junho em que viemos até a casa em obras para 'estrear' a lareira: a sala ainda não tinha piso, e colocamos alguns pedaços de papelão no chão, acendemos a lareira e nos sentamos para curtir. Foi quando percebi uma fumaça branca se espalhando pelos cômodos. Foi muito engraçado! Meu marido ia do lado de fora para ver se a fumaça estava saindo pela chaminé, mas não; ela estava se espalhando pela casa! Marinheiros de primeira viagem, tínhamos nos esquecido de girar o ferrinho que abria a saída da chaminé da lareira...

Tivemos que abrir todas as janelas da casa para deixar a fumaça sair, e estava muito frio naquela noite; mas acabamos dando boas gargalhadas. 

O fogo parece que atrai os olhares; é raro quem não fique olhando para as chamas quando está perto delas. Ele convida as pessoas a se juntarem e contarem histórias, ver fotografias e lembrar do passado. O cheirinho da lenha queimando é delicioso. Por aqui, temos usado lenha ecológica, que dura mais no fogo e não vem de árvores cortadas ilegalmente.

E é claro: sempre antes de acendermos o fogo da lareira, verificamos se a saída da chaminé está aberta.



quarta-feira, 24 de junho de 2015

Da Porta da Cozinha...











Tempo




O dia passa pela minha janela,
O sol nascendo
E cruzando o céu,
Sumindo
Sobre o telhado de minha casa,
Indo morrer atrás daquela montanha...

É assim todos os dias,
O tempo passa sobre mim,
O tempo passa sobre nós,
E um dia,
Vamos com ele,
Vamos como o sol...

(A paisagem que deixamos, escura,
Fica para trás
Ao renascermos do outro lado?)




terça-feira, 23 de junho de 2015

Para Esquentar o Frio


A imagem é do Google, mas a minha ficou igualzinha!



Aproveitando meu clima de dieta, decidi inventar algumas sopinhas para esquentar o frio. Uma delas, que comi hoje no almoço, foi assim:

-Meio quilo de batata baroa
-Alho picadinho e sal à gosto
-Bastante cheiro verde
-Couve picada bem fininha
-Mais ou menos cem gramas de carne picada bem pequenininha


A imagem também é do Google, mas meus croutons ficaram assim!

Primeiro, eu fritei bem o alho juntamente com a carne picada; depois, coloquei as batatas picadas por cima, cobrindo com água, e deixei-as cozinhando lentamente até desmancharem. Adicionei o sal e a couve, e deixei no fogo por mais cinco minutos. Depois de pronto, joguei o cheiro verde  por cima. Se quiser, faça croutons: corte pedaços de pão amanhecido em quadradinhos, jogue azeite e orégano por cima e leve ao forno para dourar.

Não ficou bom.

Ficou excelente!

Acho que vou acabar virando especialista em sopas e caldinhos...



segunda-feira, 22 de junho de 2015

Janela






HAVERÁ

HAVERÁ



Imagem: Google




Haverá um dia
Em que todas as gaiolas
Estarão vazias,
E todas as asas
Estarão no céu,
Ou pousadas, sem sustos,
Nos beirais das casas,
Ou dentro das matas,
Pairando felizes
Sobre arranha-céus.

Os cantos sairão livres,
Pelos bicos abertos,
Sendo apreciados
Por almas sensíveis
Que não desejarão mais
Aprisioná-los,
Apedrejá-los,
Ou falsificar
As cores das penas.


Haverá um dia
Sem asas cortadas,
Sem vidas travadas,
Sem cantos contidos
Trinados sentidos
Somente escutados
Pelo egoísmo
De um par de ouvidos.





quinta-feira, 18 de junho de 2015

"YES, WE CAN!"






Alguns pensamentos de Barak Obama. Fonte: internet



"A mudança não virá se esperarmos por outra pessoa ou outros tempos. Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos."





"Livre-se dos bajuladores. Mantenha perto de você pessoas que te avisem quando você erra."




"A verdadeira religião não pode ser transformada em prisioneira de uma instituição ou ritual, nem pode distanciar-se por um minuto da ciência ou da filosofia. Ela deve isto sim avançar inter-disciplinarmente unida ao livre pensamento."




"Não importa se você é negro ou branco ou hispânico ou asiático ou indígena ou jovem ou velho ou rico ou pobre, capaz, deficiente, gay ou hétero, você pode fazê-lo aqui na América, se você estiver disposto a tentar."



"E não estaria aqui esta noite sem o apoio incondicional da minha melhor amiga nos últimos 16 anos, o pilar da nossa família, o amor da minha vida, a próxima primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama."
(Em seu discurso de posse)


“Quem me deu o nome do meio, Hussein, obviamente não imaginava que um dia eu concorreria à Presidência.” 


“Ninguém é a favor do aborto.” 


"Se o povo não pode confiar em seu governo para fazer o trabalho para o qual ele existe - proteger a população e promover o seu bem-estar - tudo está perdido."


"Precisamos nos afastar dessa pobreza de ambição onde as pessoas querem dirigir carros de luxo, vestir roupas bonitas, viver em apartamentos agradáveis, mas não querem trabalhar duro para realizar essas coisas."











Folhas Secas



Imagem: Google




Todos os dias eu varro as folhas secas que caem dos ipês - tenho um amarelo e um roxo. Elas são espalhadas pelo vento sobre o gramado, e mesmo recolhendo-as de manhã, ao final da tarde elas estarão lá novamente. É sempre assim nesta época do ano, e eu não me importo de fazê-lo; acho bonita  a maneira como elas caem, limpando os galhos para a produção das flores. Meu ipê roxo ainda é jovem, e dá poucas flores; mas parece que este ano a coisa vai mudar, pois as flores estão se abrindo antes mesmo das folhas terminarem de cair.

Conversando com uma pessoa, ela me disse que tinha mandado cortar o ipê roxo do seu terreno, e quando eu perguntei porque, ela deu de ombros e respondeu: "Ah, ele sujava tudo em volta!" Fiquei triste pela árvore, mas ainda mais pela pessoa...


CONTO




Diante do azul
Ele se sentava
(Havia tantas lembranças
No frio azul daquelas águas!)

Os olhos perdidos entre as letras
De um velho jornal que ele olhava
Mas não lia;
As letras se embaralhavam,
Escrevendo outras histórias.

O sol nos ombros
Tentava esquentar a dor
Da solidão que ofuscava
A paisagem,
Mesclada de antigas viagens,
-Ah, e a limpidez daquelas águas...

Dentro do silêncio
Que ele tentava abafar
Com a música alta que tocava,
As vozes chamavam,
As vozes gritavam,
Contando uma história feliz
Que já terminara...

E destemido,
O tempo avançava sobre ele,
Deixando em seu rosto
As marcas que ele temia,
As estradas por onde ele voltava
-Mas nunca chegava.

E eu o olhava
Da janela da minha casa,
Um mundo imenso entre nós dois
Nos separava,
E havia a vida que ele vivia,
Surda às palavras solidárias
Que eu calava.





SABER










Não me interessa saber de tudo,
-Prefiro saber de mim mesma
A passar minhas horas
Debruçada sobre o mundo,
Segurando, entre os meus dedos
Seus terços de dores,
Dedilhando seus orgulhos
E suas discrepâncias.


E se isto for ignorância,
Sou, no mundo, 
A pessoa mais ébria de insipiência!


Mas prefiro admiti-lo
A  transformar  a sabedoria
Em um emblema de arrogância.





sábado, 13 de junho de 2015

Luis Gasparetto




Pensamentos de uma pessoa que aprendi a admirar demais: Luis Gasparetto



“Quem assume sua verdade age de acordo com os valores da vida, mesmo enfrentando o preconceito e pagando o preço de ser diferente, passa credibilidade, obtém respeito e se realiza.” 







“Quando você se faz responsável pelos outros, acaba se tornando irresponsável consigo mesmo.” 





“Todo desiquilíbrio psicológico é perda de contato com a alma” 






“Toda a sensação de perda vem da falsa sensação de posse.” 







“Solidão é a distância que o separa de você mesmo e não a distância que o separa dos outros.” 






“Quem tem auto-estima tem muita coragem, se mete em tudo, não tem medo de errar.” 







“A vida não mima” 







“Ninguém vai dar segurança para você! É um problema seu” 




O que Tem na Sua Playlist? Uma Interação

Inspirada por um comentário de paulo Bratz a um de meus posts, que fala sobre um aparelho de som que comprei na Black Friday,...